Advogado de Rose Miriam explica, real motivo dela ter ficado de fora do testamento de Gugu Liberato

O advogado de Rose Miriam, Nelson Wilians, esclareceu o por quê da companheira de Gugu Liberato ter ficado de fora do testamento do artista.
Em entrevista à Veja, o profissional disse que no ano em que o testamento foi feito, o casal não estava bem, e que, além disso, ela também estava com a saúde debilitada.
“Possivelmente, ele não a colocou no testamento, feito em 2011, porque naquele ano o casal não estava bem. Ela teve problemas de saúde. E o testamento foi feito bem nessa época. Mas não colocar no testamento não quer dizer que ela perdeu os direitos. Ele poderia ter reconhecido que vivia maritalmente com ela. Mas isso não impede o reconhecimento”, afirmou.

Nelson ainda relembra o que caracteriza uma união estável, além de garantir que ela não pretende ficar com nada que seja dos filhos, João Augusto, Marina e Sofia, e que nenhum dos três será prejudicado.
“Vale ressaltar que, no momento que conseguir o reconhecimento da união estável, que é caracterizada quando as partes tem o propósito de constitui família, Rose se comprometeu a doar os bens móveis e imóveis aos meus filhos, reservando a ela somente o usufruto suficiente para sua mantença. Isso foi expresso por meio de Declaração em Cartório de Registro Público. Os filhos dela em nada serão prejudicados, pelo contrário, serão honrados com o que lhes é de direito”.


O profissional também garante que Rose conta com o apoio dos três filhos para que seja reconhecida como esposa. “Os irmãos de Gugu tentam induzir a erro os filhos dizendo que a mãe tirará deles quando na verdade aumentará. Rose doará aos filhos tudo que receber a título de herança do Gugu”, disse o advogado.

Vale lembrar que a fortuna de Gugu foi dividida em duas partes: metade para os três filhos que teve com a médica, João Augusto, Marina e Sofia, e a outra metade para ser dividida entre eles e os sobrinhos de Liberato.