Novo documento pode colocar fim na polêmica de Gugu Liberato e Rose Miriam

Um documento obtido pela defesa do falecido apresentador Gugu Liberato pode colocar um fim a polêmica envolvendo a sua companheira. As informações são da Revista Veja. De acordo com a publicação, o item derruba duas teses que a defesa de Rose Miriam sustenta.

Este elemento, anexado na última sexta-feira (06), consta que Gugu Liberato doou uma casa em Alphaville para Rose Miriam, no valor de R$ 1,8 milhões de reais. O imóvel em questão era o que, na época, a médica morava com os três filhos, fruto de seu relacionamento com o apresentador: João, Maria e Sophia.

O documento em questão, que derruba a tese da defesa da companheira do falecido, de que eles tinham sim uma união, traz implicações sobre a real situação da relação dos dois. No item, lavrado no ano de 2012, Rose aparece como “solteira, segundo declarou, sem manter um relacionamento”. Outro trecho também afirma que ela: “reconhece que estão ligados tão e somente como pais e, portanto, são responsáveis pelo bem-estar dos filhos”, afirmou.

Este documento derruba ao menos duas teses da defesa de Rose. A primeira é que o apresentador não deixou nenhum bem para a sua companheira e a outra é de que, entre os dois, havia uma união estável.