Exame comprova estupro de universitária; ‘4 horas dentro do carro com arma na cabeça’

O resultado do exame de corpo de delito, feito nesta sexta-feira (3), comprovou o estupro da universitária de 21 anos que relatou nas redes sociais os momentos de horror ao ser violentada por três homens em Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio.

Segundo a Polícia Civil, equipes fazem diligências nas ruas para identificar e localizar os autores do estupro. O crime aconteceu entre a noite de quinta (2) e a madrugada de sexta-feira (3). No relato publicado na internet, ela afirma ter sido violentada durante quatro horas.

A jovem foi ouvida na 126ª Delegacia de Polícia e, de acordo com o delegado titular Sérgio Caldas, a investigação foi transferida para a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) por conta do tipo de crime.

“Ela estava muito abalada, muito fragilizada. Não queria comer nada, estava desde ontem [quinta-feira] à noite sem comer nada”, revelou o delegado.

A vítima foi atendida no Hospital do Jardim Esperança e transferida para o Hospital da Mulher, onde passou por exames e foi medicada.

Andreza e um amigo foram abordados por três homens, um deles armado, na porta da casa dela, no bairro Vinhateiro, em São Pedro da Aldeia, quando saíam no carro do rapaz. Ela fez um relato em uma rede social.

“Pensei muito em vir aqui me expor, mas sei que assim vou poder ajudar mais vítimas…Me estupraram durante quatro horas dentro do carro em andamento, com a arma na minha cabeça, arma no meu corpo, tudo que vocês possam imaginar”, relatou em post , que já tem milhares de compartilhamentos.

De acordo com o registro feito na delegacia, os homens obrigaram o amigo dela a dirigir até uma rua de pouca movimentação no bairro Porto do Carro, na cidade vizinha de Cabo Frio.

Os homens deram coronhadas no motorista e o colocaram no porta-malas do carro. Eles estupraram a jovem durante 4 horas com o veículo em movimento.

Após ser violentada, Andreza também foi colocada no porta-malas e os homens ameaçaram botar fogo no veículo. Ela e o amigo conseguiram forçar e abrir o trinco, e encontraram policiais a poucos metros, para quem pediram ajuda.

Os criminosos roubaram os celulares das vítimas.

Fonte: G1

Deixe um comentário

error: Site Protegido: Copiar pode desde que de o credito que existe na matéria no rodapé. Nem todas as matérias nós pertence, outras são traduzidas de site de fora. Se tem uma matéria de sua autoria por favor comunique- nós no e-mail no rodapé do site. Não seja mal caráter em denunciar, se antes de ver todo a Matéria. Pois somos um site que damos o credito e se quer que removemos mesmo dando o credito da fonte de origem comunique-nós.